Blog

Gestão

5 dicas práticas para colocar gestão financeira de sua clínica veterinária nos eixos

A gestão financeira de uma clínica veterinária é sem dúvida um de seus aspectos gerenciais mais importantes. Disso ninguém duvida. Mas daí até realmente conseguir entender como ela funciona e efetivamente colocá-la para funcionar, vai uma grande distância.

Na maioria das vezes as pessoas não se preocupam muito em como administrar a clínica veterinária. Um de nossos clientes uma vez me disse: “Nós sabemos que o negócio está indo bem, quando sobra dinheiro no final do mês”. Infelizmente esse é um comportamento muito comum nos pequenos empresários. No entanto, tem muita gente que se comporta assim mas que se sente incomodado com isso. Sabe que pode, e precisa, melhorar na gestão de sua empresa.

Então, para essas pessoas, seguem algumas dicas básicas mas muito úteis:

Receba dicas GRATUITAS sobre gestão para pet shops e clínicas veterinárias!

#1 Procure entender como se faz uma gestão financeira

A inquietação é o primeiro passo. Se você já percebeu que não conhece o bastante, busque o conhecimento. Existem vários cursos e fontes de informação disponíveis. Procure o SEBRAE, algum consultor independente, faça um curso de gestão. Acredite, procurar por ajuda nesse primeiro momento pode lhe poupar muito tempo. Depois que você já souber o quê e como fazer, você vai se sentir mais seguro e tudo vai ficar mais fácil.

#2 Separe as contas da empresa das suas contas pessoais

Parece óbvio, não é verdade? Mas provavelmente esse é o erro mais comum e um dos maiores problemas nas pequenas empresas. A empresa é a empresa e você é você. Cada um possui as suas despesas e receitas de forma inteiramente independente. Fixe um valor que você julgue suficiente para as suas contas pessoais e defina ele como a sua retirada mensal. Encare a sua retirada mensal como uma despesa da empresa como outra qualquer.

Dessa forma forma você, pessoa física, pensa de acordo com o seu orçamento – retirada mensal, e você, pessoa jurídica, pensa de acordo com o orçamento da empresa. É bom definir o período com que essa retirada mensal será reavaliada. Esse período pode ser semestral ou anual por exemplo, mas ele deve existir.

#3 Registre todas as movimentações financeiras

Outra dica que também parece óbvia. E que pouca gente faz. O motivo é bem simples: é muito chato e dá trabalho. Você deve ter acabado de pensar, vou ter de registrar tudo, tudinho mesmo? A resposta é: claro!

Só podemos controlar o que temos conhecimento. Todas as receitas e despesas devem ser registradas e organizadas de forma que você possa analisar o que está afetando mais significativamente o resultado da empresa. Você pode não estar a devida importância a um determinado produto ou serviço porque ele possui um valor baixo, quando na verdade ele é o responsável por um grande percentual do seu faturamento.

#4 Pense em curto, médio e longo prazo

Para quem não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve. Você precisa saber onde quer estar daqui a um mês, um ano ou daqui a cinco anos. Se você não tiver em mente o que você quer que aconteça com a sua empresa será impossível avaliar se ela está indo bem ou não. E essa avaliação é muito importante, quer seja para tomar as devidas atitudes em caso negativo ou para se tranquilizar, ciente de que está remando para o lado certo.

#5 Invista em um sistema de gerenciamento

Realizar o controle financeiro de uma empresa requer dedicação e muita atenção aos detalhes. Você e sua equipe vão despender tempo e esforço em todas as atividades envolvidas. Por esse motivo é extremamente aconselhável que você invista em um sistema que lhe ajude nesse processo. De preferência que seja integrado ao sistema que gerencia a sua operação para que as informações sejam disponibilizadas para você em tempo real.

O nosso impulso inicial é pensar em reduzir os gastos e realizar o controle em planilhas, só que elas vão se multiplicando e deixando o acompanhamento cada vez mais complexo. Mantenha a simplicidade, escolha um sistema fácil de ser utilizado, de preferência um sistema online (SaaS) e que lhe proporcione as informações gerenciais necessárias.


Conte com a SimplesVet para simplificar sua vida dentro e fora do seu negócio:

Faça como mais de 1.900 clínicas e petshops em todo o Brasil.

Esperimente grátis

Você pode gostar desses aqui:

Simplesvet é um sistema veterinário online para clínicas e petshops que tem a missão de simplificar a gestão pet.